terça-feira, 29 de março de 2011




Um grande guerreiro se foi hoje e vendo a luta dele vejo que a minha não chega nem perto de todas as provações e batalhas que ele teve que enfrentar.
José Alencar foi um grande político,humanista,homem. Exemplo de fé e coragem que vai permanecer pra sempre não só na minha memória como na de todos que nele se espelham.
O céu espera por ti.
Eu não acreditava naquelas frases do tipo : 'Nossa hoje tive um dia de cão' ou 'Só posso estar mesmo no meu inferno astral ' e blá blá blá
Não acreditava ... por que á partir de hoje eu creio nelas cegamente só uma frase dessa pra justificar a droga de dia que eu tive hoje desde o momento em que coloquei meus pés para fora da cama e com a 'sorte' que estou aposto que foi meu pé esquerdo que tocou o chão primeiro.
Tudo deu errado.
Manhã
6 : 30 Acordo sendo culpada por coisas que não fiz.

7:40 Chego atrasada e recebo um olhar mortal da minha professora de imunologia.

7:40 á 12:00 Morro de fome por que a mesma professora citada acima não permite ninguém fora da sala.

12:00 Relativos momentos de paz.

13:00 ás 15:00 Não absorvo nada do que me explicam na sala,por que estou com uma dor from hell de cabeça.

15: 15 Tiro a pessoa que mais me odeia no amigolate de páscoa, o que eu dou pra ela chocolate com venenoo?! Seria ótimo !

15:00 ás 17:40 Fico presa do lado de fora de casa por que esqueci minha chave.

18:00 Descubro que ás aulas que eu tanto esperava começar e que eram pra mim hoje a salvação do dia foram canceladas sem justificativa nenhuma.

Eu sei que pra muito gente isso pode nem parecer um dia ruim,mais poxa foi! Foi muito ruim eu tinha tantos planos pra hoje e todos eles foram escorrendo das minhas mãos se transformando em momentos ruins mesmo daqueles que te dão frio na barriga e vontade de sentar em qualquer calçada e chorar muito.

Mas como dizem que Deus sempre manda seus anjos para nos dizerem que nem tudo esta perdido.Ele me mandou um que mesmo a distância segura minha mão e me diz que vai ficar tudo bem,tudo bem e eu acredito nele.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 1944

Querida Kitty:

O tempo está desde ontem maravilhoso e sinto-me

verdadeiramente espevitada. Vou todas as manhãs ao sótão onde

o Peter trabalha e onde respiro ar fresco. Do meu lugar favorito no

chão vejo um pedaço de céu azul e o castanheiro sem folhas, em

cujos ramos cintilam gotinhas, e vejo as gaivotas que, no seu vôo

planado, parecem de prata.

O Peter, com a cabeça encostada à viga, e eu, sentada,

respiramos o ar puro, olhamos lá para fora. Há entre nós qualquer

coisa que não queremos afugentar com palavras.

Olhámos assim muito tempo lá para fora e quando o Peter se teve

de ir embora para rachar a lenha, eu sabia que ele era um ótimo

rapaz. Subiu a escadinha estreita, segui-o, e durante um quarto de

hora, enquanto ele trabalhava, não pronunciamos uma única

palavra. Vi bem que se esforçava por me mostrar que tem força.

Mas vi também, através da janela aberta, um pedaço de

Amesterdã: olhei sobre os telhados até à linha do horizonte que

de tão azul e de tão límpido quase se não distinguia do céu.

-Enquanto ainda há disto, pensei, um Sol tão brilhante, um céu

sem nuvens e tão azul, e enquanto me é dado ver e viver tamanha

beleza, não devo estar triste.

Para qualquer pessoa que se sinta só ou infeliz, ou que esteja

preocupada, o melhor remédio é sair para o ar livre, ir para

qualquer parte, onde possa estar só com o céu e com a natureza, e

com Deus. Então compreende que tudo é como deve ser e que

Deus quer ver os homens felizes no meio da natureza, simples e

bela. Enquanto assim for-e julgo que será sempre assim sei que há

uma consolação para todas as dores e em todas as circunstâncias.

Creio que a natureza alivia os sofrimentos.

Talvez eu possa, em breve, partilhar esta felicidade suprema com

alguém que sinta as coisas como eu.

Estamos privados de muita coisa e há muito tempo.

Sinto-o como tu. Não estou a falar de coisas exteriores, as que

temos ainda chegam. Não, falo daquilo que se passa dentro de

nós. Tal como tu, eu queria liberdade e ar, mas creio agora que

temos boa compensação disto que nos falta. Foi o que compreendi,

de repente, hoje de manhã, quando estava sentada junto da janela;

quero dizer, uma compensação íntima. Ao olhar lá para fora e ao

reconhecer Deus na natureza, senti-me feliz, apenas feliz. Oh,

Peter, enquanto esta felicidade está em nós, esta felicidade da

natureza, da saúde e de muitas coisas mais, enquanto formos

capazes de conservar tudo isto em nós, a felicidade voltará sempre

de novo. Fortuna, fama, tudo podes perder, mas a felicidade do

coração, ainda que por vezes esteja obscurecida, torna a vir

enquanto viveres. Enquanto puderes erguer os olhos para o céu,

sem medo, saberás que tens o coração puro, e isto significa

felicidade.

Tua Anne.



sexta-feira, 25 de março de 2011

'When all are one and one is all,to be a rock and not to roll...'


Stairway to Heaven - LZ

quarta-feira, 23 de março de 2011


Elizabeth Taylor


E hoje seus belos olhos violeta se fecharam para o mundo,para abrirem novamente mais belos e brilhantes na presença de Deus.




domingo, 20 de março de 2011


'Quando ele deita a cabeça sobre os braços e fecha os olhos parece uma criança

Quando brinca com o Mouchi, é meigo

Quando carrega com os sacos de batatas ou com outros pesos, é forte

Quando observa os bombardeamentos ou segue o rasto dos ladrões na escuridão, é corajoso;

Mas ...

Quando é desajeitado e se sente desamparado, é simplesmente um amor

Gosto mais dele quando me explica coisas do que quando quer aprender comigo.'


Anne Frank

sábado, 19 de março de 2011

Em Cartaz Aqui :

O Diário de Anne Frank

''O amor não é coisa que se possa pedir a ninguém.''

''O que se passa no meu coração não é ele que o pode descobrir.''

"Será possível que alguém me compreenda.Ou só vêem em mim a adolescente que não quer outra coisa senão divertir-se?"

''Sim, porque uma pessoa pode sentir-se só, mesmo no meio de muita gente amiga, se souber que não ocupa um lugar muito especial no coração de alguém.''

''Todas ás vezes que ele olha para mim, ri-se ou pisca os olhos, e é como se tudo se iluminasse à minha volta.''

''Quando escrevo, sinto um alívio, a minha dor desaparece, a coragem volta.''

''Deixem-me ser eu mesma e estarei satisfeita.''

sexta-feira, 18 de março de 2011

"Eu estava a ponto de sentar numa daquelas calçadas tortas,
enterrar a cabeça nas mãos e chorar e chorar pelo tempo perdido,
pela falta de sentido, pela minha derrota."

Eu ando realmente cansada,muito cansada há um peso sobre meus ombros que ás vezes não me sinto capaz de carregar minha carga multiplica em uma velocidade muito maior que minhas forças então eu caio e não sei se conseguirei levantar.
Estou caída agora.
É uma tristeza que não passa uns problemas que não se resolvem eu que não me resolvo por mais que aconteçam pequenos instantes de felicidade as frustrações são maiores é como uma bola de neve que só cresce e não diminui,não sai sol para derrete-lá.
Dái eu choro como quando eu tinha 5 anos e não podia sair para brincar na rua com as outras crianças,chorava á tarde toda atrás daquelas grades imensas do portão da minha casa que me separavam do mundo.Hoje eu não choro atrás de nenhuma grade e mesmo sabendo que a dor e os problemas não vão embora com as lágrimas eu ainda choro.
Por me sentir incapaz de não responder quando sei a resposta ou por não assumir que é de minha total responsabilidade o fato de eu estar tão infeliz mas quando nos sentimos sós não há força que nos mova pra frente,não há estímulo.
Não tenho estímulo. Acordo,vou á faculdade,respondo atividades,dou um bom dia aqui outro ali,volto pra casa,como,durmo e vejo a vida passar é tudo assim, no automático.
E eu continuo caída e a vida passa me dá um olhada de canto de olho e segue em frente.


LM

domingo, 13 de março de 2011


- E desde então,sou porque tu és, e desde então és,sou e somos, e por amor serei, serás, seremos.


Pablo Neruda

sábado, 12 de março de 2011

Onteontem foi dia importante,foi dia de felicidade,celebração da vida e foi tudo menos aniversário.
Não por que não teve bolo,festa,foto e gente chorando.
Não foi aniversário por que eu não quiz por que não senti que era, por que senti que precisava de qualquer coisa menos do esperado,eu precisava de mi.Única companhia que não senti presente nas outras dezoitos vezes em que o dia dez de março foi celebrado.
E foi a mim que pedi e tive.
Meu dia não foi pior por isso,não foi triste por que não exaltei o meu nascimento,foi bom por que descobri que eu me basto e que consigo ficar só.
Vi que meus pensamentos não me matarão se eu os deixar fluir e vi que Deus está em mim assim como eu. E foi bom.
Todavia isso não quer dizer que não gosto de quem se lembra do dia dez e se sente feliz por eu ter chegado ao mundo eu me sinto tão feliz quanto eles por ver que existem pessoas que me amam com todo o coração,que mandam energias boas e que aceitam minhas escolhas por mais que a vontade deles não seja a minha.

LM

Abri a boca e quase disse algo. Quase. O resto da minha vida poderia ter sido diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas, não disse. Só fiquei olhando. Paralisado.

O Caçador de Pipas

quarta-feira, 9 de março de 2011

Levo cortes, sou ignorado, engulo grosserias, esqueço patadas e as pessoas ainda querem que eu seja sempre amigável.


Eminem.

Algum dia vai dar certo. Se não for do jeito que a gente sonha, vai ser de um jeito muito melhor.

segunda-feira, 7 de março de 2011


'Então você está confusa com seus sentimentos. Ele apareceu tão de repente na sua vida, com aquele brilho manso no olhar, com aquela meiguice na voz, sem pedir coisa alguma, meio como um Pequeno Príncipe caído de um asteróide. A princípio você nada percebeu de diferente. O susto veio quando você se lembrou das palavras da raposa, explicando ao Pequeno Príncipe o que era ficar cativo:É assim. A princípio você senta lá e eu aqui. Depois a gente vai ficando cada vez mais perto. Os passos de todos os homens me fazem entrar dentro da minha toca. Mas os seus passos me fazem sair...'


"Nossas digitais não se apagam das vidas que tocamos."

quinta-feira, 3 de março de 2011

Não quero mais ser a segunda opção a escolha segura- eu quero é ser mais,ser tudo. Ser a primeira pelo menos uma vez e sinto que mereço.
Mereço por que eu sempre estive ali pra quem quisesse ouvir,ser confortado, fui sempre o ombro o braço o corpo inteiro amigo de quem necessitasse e no fim do dia era a minha cabeça que se deitava pesada sobre o travesseiro era o meu coração que doia e não tinha ninguém ali pra perceber que eu também sofria.
Agora eu que quero ser escutada,confortada,ter ombro,braço, corpo,abraço amigo.Se sentir só dói,machuca e eu me senti só por tantos anos.É claro eu não sou mais aquela Luna que tinha medo até de falar por vergonha que sentava na última carteira pra não ser notada que ia pra casa com dúvidas que chorava por que não era escolhida para jogar queimada e que chorava quando era escolhida por que sempre leveva boladas maldosas.Eu não sou mais assim,mas demorou viu Zé e muito até que eu tomasse as redeas das mãos dela mas isso não significa que ela tenha morrido,não ela tá aqui sempre á espreita dentro de mim e ela ri.
Ri por que sabe que mesmo eu não tendo tanto medo e vergonha eu ainda continuo sendo a segunda opção,ri e contas as horas pra voltar e diz:' Viu?! de que adiantou você mudar,ninguém notou,você ainda é sombra - segunda opção em tudo.'
Mas sabe se sou segunda opção,problema de quem me vê como tal,problema de quem não nota o quanto eu sou boa,problema de quem perde a chance de viver comigo. É problema de qualquer um menos meu.Nunca mais vou me sentir menos que isso,que aquilo,que aquela. Eu mereço ser feliz e se sou capaz de ter tanta gente em primeiro lugar na minha vida sei que em algum lugar em algum coração,pensamento ou oração eu também sou a primeira opção.
E isso é suficiente não é Zé?!

É claro que é .


Luna Magalhães.

"Uma vontade enorme de pegar uma mochila, colocar o necessário e sair por aí… Conhecer o mundo, conhecer pessoas, fortalecer laços, esquecer decepções. Buscar a minha felicidade, encontrar e não voltar tão cedo."

quarta-feira, 2 de março de 2011

terça-feira, 1 de março de 2011

"Ensine-me a paixão, pois temo que ela tenha partido
Mostre-me o amor, proteja-me da tristeza
Há tanto que eu gostaria de ter dado àqueles que me amam
Eu sinto muito
O tempo dirá (esse amargo adeus)
Eu não vivo mais para envergonhar nem a mim, nem a você
E você... Desejaria não sentir mais nada por você..."

Dead Boy's Poem






É nos braços dele que ela quer estar...